sexta-feira, 21 de junho de 2013

# saída pela esquerda


E o "Movimento Passe Livre" (MPL), que liderou os protestos Brasil afora com vistas à diminuição do preços das passagens do transporte público, já pulou fora.

Elementar, meu caro Watson.
 
A galera, formada por gente de esquerda aliada a tantos outros movimentos sociais importantes no nosso país – MST, por exemplo – percebeu a enrascada e o embuste que o negócio se tornou.
 
Exitosa no seu objetivo e finalístico pleito, declarou que a passeata passou a ser conservadora, de viés fascista e índole reacionária.
 
E que não admitia a censura à participação de partidos, de movimentos sociais e de organizações sociais.
 
E, ao contrário do que pregam, disse que a nova marcha não era tão difusa assim.
 
Sim, escancarou a liderança, o mote e os interesses, que vão além do mero interesse em postar fotos e curtir a agitação no Facebook.
Tudo elementar, meu caro Watson.


video
Momento em que um dos membros do MPL resolve seguir seu caminho, e é perseguido por um dos manifestantes das redes sociais